Se investe na Bolsa de Valores precisa declarar imposto de renda

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Vai abrir uma empresa? Ganhe uma consultoria gratuita.

Cuidado para não pagar imposto demais.

Vou trazer um tema que tem crescido bastante entre as pessoas físicas, os famosos investimentos em bolsa de valores, se você nunca ouviu falar, fique por aqui e se prepare para o futuro ou indicar para alguém a leitura.

Imposto de renda de pessoa física, conhecida como declaração de IRPF, é a obrigação anual de entregar as informações para a Receita Federal, estas informações são seus rendimentos recebidos como salário, seus bens como seu carro e despesas com plano de saúde, além de outras informações.

Quem está obrigado a entregar até 30 de abril de 2021 referente ao ano de 2020:

– Recebeu rendimentos acima de R$ 28.559,70 (salário);

– Recebeu prêmio ou indenização acima de R$ 40.000,00 (saque de FGTS etc.);

– Tem bens somados acima de R$ 300.000,00 (carro, moto, terreno, casa etc.);

– Realizou operações em bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhados;

– Receita bruta de atividade rural acima de R$ 142.798,50;

– Ganho de Capital e optou pela isenção da Lei 11.196/2005, art. 39 (venda de Imóvel);

– Mudou para o Brasil (passou a ser residente).

– Recebeu rendimentos acima de R$ 22.847,76 e também o auxílio emergencial devido a pandemia está obrigado a fazer a declaração.

Neste artigo irei focar na questão que envolve a Bolsa de Valores que no Brasil é conhecida como B3, que está em negrito, pois é um assunto que a poucos anos vem crescendo e em 2020 teve um alto crescimento conforme uma matéria da Exame Invest, em 2019 existiam 1,22milhão de pessoas físicas cadastradas na Bolsa de Valores e em 2020 este número chegou a 2,34 milhões de pessoas e estes dados são de novembro de 2020.

Estamos falando de 2,34 milhões de brasileiros potencialmente obrigados a declarar o imposto de renda por ter movimentado (comprado e/ou vendido) títulos no mercado financeiro, já pensou que você pode ser chamado na Receita Federal para esclarecer uma venda de ações que fez no ano passado, e explicar detalhadamente além de ter que entregar a declaração e claro, se não fez dentro do prazo pagar multa de no mínimo R$ 165,74, mínimo pois chega a 20% do imposto devido calculado pela Receita Federal.

Agora vamos lembrar o que você fez na Bolsa de Valores para poder declarar este ano, e a partir de agora, teremos um agravante o chamado DARF sobre o seu LUCRO, quem negociou (comprou/vendeu) títulos de renda variável precisa controlar e calcular seu lucro ou prejuízo e identificar se está dentro dos limites de isenção para o tipo de operação, com isso calcular e recolher o imposto quando devido, fez isso? Pois para declarar teremos que fazer e talvez encontraremos uma multa de um DARF não recolhido na época correta.

Vou dar algumas dicas para controlar seus investimentos e facilitar a declaração anual.

Monte um controle com as seguintes informações:

– especificação do Ativo

– data da compra

– quantidade da compra

– valor da compra

– preço médio da compra

– custos da compra (emolumentos, taxas etc.)

– data da venda

– quantidade da venda

– preço média da venda

– custos da venda (emolumentos, taxas etc.)

– lucro ou prejuízo

– tipo de operação (day-trade, comuns ou FIIs)

Estas informações você consegue através das notas de corretagem emitidas pela sua corretora, pelo informe de rendimentos também emitidos por elas e pelo site do CEI (Canal Eletrônico do Investidor) vinculado a Bolsa de Valores a B3.

Com estas informações você saberá quanto irá declarar como:

ISENTO > Ganhos líquidos no mercado…

ISENTO > Lucros e dividendos

RENDA VARIÁVEL > Operações Comuns e Day-Trade

RENDA VARIÁVEL > Operações Fundo Investimento Imobiliário

TRIBUTAÇÃO EXCLUSIVA > Juros sobre Capital próprio

BENS E DIREITOS > Sua posição de ativo em 31/12

Agora pense comigo, se você está investindo na Bolsa para garantir uma renda futura o que adianta fazer de forma descontrolada, nada, pois você precisa fazer tudo bem controlado e saber quais são os melhores ativos da sua carteira, qual o melhor momento para vender ou comprar, e estando tudo anotado e organizado você certamente conseguirá alcançar seus objetivos de ter esta renda vinda dos seus rendimentos, pois trabalhou nisto, estudando e se aprimorando a cada dia.

Nós da equipe Marongio Contabilidade também nos aprimoramos a cada dia, e por isso estamos compartilhando um pouco sobre este assunto, pois já iniciamos as entregas de declaração e surgiram diversas dúvidas sobre este assunto.

Me conte quais são as suas dúvidas sobre este assunto (Bolsa de Valores) e outros que iremos responder e pesquisar para trazer mais conteúdo para vocês.

Gostou do assunto, curta, comente e compartilhe com seus amigos.

Vai abrir uma empresa? Ganhe uma consultoria gratuita.

Cuidado para não pagar imposto demais.

Veja outros artigos

PRODUÇÃO DE CONTEUDO

Você sabe o que é produção de conteúdo para as redes sociais e qual a importância na época em que estamos? Pois bem, produzir um

Leia mais +

MULHER EMPREENDEDORA

Primeiro o que é ser um empreendedor… Vejo assim: É aquela pessoa que se vira, muda conforme a necessidade, reinventa e se transforma em algo

Leia mais +