PRÓ-LABORE: O QUE É ISSO?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Vai abrir uma empresa? Ganhe uma consultoria gratuita.

Cuidado para não pagar imposto demais.

Já ouviu falar em pró-labore, é um termo comum dentro de empresas e com certeza um Contador já lhe perguntou algo parecido com: vamos calcular o seu pró-labore ou ele é obrigatório e até você precisa retirar mais ou menos como pró-labore.

Vou explicar tudo ou quase tudo sobre este tema…

Primeiro vamos ser simples e claros, o pró-labore é a remuneração paga ao sócio que trabalha na empresa, isso mesmo, é o salário do empresário que se dedica a empresa trabalhando nela para que ela cresça e gere lucro.

Depois disso vamos falar da relação de sócios, sim pode ter diferença, se você é sozinho na sua empresa, não tem nenhum sócio é você que tem o direito de receber o pró-labore, mas e se tiver um ou mais sócios, como ficaria?

Vamos olhar o contrato social, o ver o que está escrito,  se você está pensando em abrir uma empresa atenção a este ponto do contrato para entender. Imaginado uma empresa com três pessoas, João com 50%, Maria com 30% e José com 20%, porém apenas José trabalha efetivamente na empresa, ele gerência a equipe, treina novos colaboradores, contrata serviços, é o Administrador da Empresa, enquanto João e Maria não tem função dentro da empresa, falam dela dizem que tem, mas tudo repassam ao José pois é ele que cuida.

Quem tem direito ao pró-labore é quem trabalha, certo, então é o José que irá receber pelo seu esforço direto dentro da empresa, e para aquele que pense “mas ele só tem 20% da empresa” essa divisão de porcentagem (%) serve para outras coisas inclusive a distribuição de lucro ao final de um período, normalmente de um ano, e não tem relação nenhuma com o trabalho dentro da empresa que dá o direito ao pró-labore e a obrigação da contribuição à previdência.

Obrigação… sim, tem a obrigação perante a previdência social em contribuir com o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) pois se você trabalha, gera receita, recebe da sua empresa, você tem renda, isso significa que sua empresa lhe paga e aqui você passa a ser obrigado por lei a retirar o pró-labore e contribuir com o INSS.

E como funciona o cálculo e qual o valor deve receber como pró-labore, aqui podemos seguir alguns caminhos e devem ser conversados com o seu Contador para encontrar a melhor opção para o seu caso.

– Conforme o salário-mínimo;

– Conforme o salário de um profissional contratado para executar as mesmas atividades;

– Conforme o custo de vida da pessoa física – sócia;

Atenção, sua empresa precisa estar apta a fazer estes pagamentos, precisa estar gerando receita e saldo em caixa/banco para arcar com estes custos e despesas.

E o valor da tal contribuição, pois bem, no caso de pró-labore o valor que será descontado, será de 11% sobre o “salário”, um cálculo rápido:

Pró-labore de R$ 1.500,00

INSS de 11% (R$ 165,00)

Líquido a receber R$ 1.335,00

Dependendo do valor do pró-labore deverá ter o imposto de renda o famoso IR que irá variar de 7,5% até 27,5% conforme tabela progressiva sofrendo redução quando existir dependentes vinculados ao sócio para o cálculo.

Depois de diversos esclarecimentos, me digam se conseguimos responder todas as dúvidas sobre este tema, se ficou alguma dúvida por favor nos envie, a participação de vocês faz com que possamos aprender cada vez mais e contribuir com outros empresários, pois as leis mudam e é necessário estarmos constantemente nos reciclando.

A equipe da Marongio Contabilidade agradece sua leitura e compartilhe com mais pessoas.

Vai abrir uma empresa? Ganhe uma consultoria gratuita.

Cuidado para não pagar imposto demais.

Veja outros artigos

BENEFICIOS FISCAIS NOS TRANSPORTES

Já falamos sobre benefícios fiscais em outro momento em nosso blog (https://marongio.com.br/blog/beneficios-fiscais/) agora quero trazer uma visão mais especifica para um determinado segmento, pois sabemos

Leia mais +